SOBRE O HAPKIDO

Quem pode treinar o​

HAPKIDO?

Hapkido para as mulheres

Não é necessário força física para a aplicação das técnicas do Hapkido, o que torna a arte marcial ideal para o sexo feminino. Um estudo profundo aliado ao treino constante desta singular arte marcial, pelas mulheres, confere uma grande variedade de técnicas lógicas, muito úteis, que podem ser utilizadas em diversas situações.

Hapkido para todos

Dos 6 anos, tanto os homens quanto as mulheres, podem treinar o Hapkido pois sua forma circular de movimentação, adapta-se a qualquer tipo de corpo , sem que seja necessário anos treinando alongamentos ou exercícios físicos para ganhar força. O poder de adaptação do Hapkido unido com os movimentos circulares em perfeita harmonia, fará com que o praticante aproveite totalmente a força do seu oponente contra ele mesmo, sem que ele tenha chance de reação. O Hapkido ainda como terapia, desenvolve, disciplina, libera e equilibra a mente e o corpo, visando nos mostrar o caminho para um melhor entendimento da compreensão do universo e de si mesmo No dia a dia, ajuda na educação de seus filhos, no desenvolvimento dos adolescentes, deixando a mente aberta para os homens de negócios e inibe a tendência às drogas, alcoolismo, timidez e agressividade.

A história do

HAPKIDO

No Mundo
no Brasil
Kwan

A luta pela sobrevivência fez com que o homem adota-se diferentes e variadas formas de combates com ou sem armas, em algumas ocasiões de criação própria e noutras de imitação a animais ou de lutadores mais peritos. Em alguns casos, a base de sustentação tem as suas origens, nas características morfológicas e culturais dos habitantes dos países onde se desenvolveram através de múltiplas gerações.
De inicio o HAP KI DO não era para ser utilizado como uma forma de defesa, seus movimentos eram treinados apenas para o desenvolvimento do “KI”, (força interior, energia vital), pelos monges budistas que saíram da “Índia”, para China em 67.a.C. Chegando na Coréia em junho do ano 372.D.C, em tempos de “Goryo”. Neste período os monges descobriram que alguns dos movimentos que utilizavam para os seus treinamentos físico serviam para sua auto defasa contra agressores e salteadores, que encontraram em seu caminho, por onde passavam a catequizar, (levar o Budismo), aos povos que viviam, na região do Oriente. Não sabemos ao certo se os monges Indianos já utilizavam as armas brancas como; ”Dan guon”(faca pequena),”Jang guon”(faca longa-espada), “Dan boung”(bastão curto), ‘Jang boung”(bastão longo),”Yi”(bengala),”Kun”(corda) e “Tu sook”(estrela), porém sabemos que estas armas eram propicias para a época e existem até hoje dentro do HAPKIDO. Estes dois fatos históricos comprovam a existência do HAPKIDO e não esta descartada a hipótese de que o HAPKIDO tenha dado origem a outras artes marciais.
Os monges que chegaram na Coréia datam do 2ª- ano do reinado do rei “SO SURIM”, em tempos de GORYO, logo que os monges chegaram, começaram a catequizar os povos que viviam naquela região, porém as técnicas de auto defesa que descobriram, só eram passadas para os nobres e para a guarda imperial, os pobres que eram a maior parte da população não tinham o conhecimento e nem acesso a estas técnicas. Devido à necessidade dos nobres ter que se defender, começaram a mesclar o que aprenderam com os monges Indianos e as técnicas rudimentares que já utilizavam. Porém os pobres continuaram sem ter acesso às técnicas do então nomeado: (HAP KI DO). O fato de que os pobres continuaram sem ter acesso às técnicas do Hapkido, quase o levou á extinção.

O HAPKIDO, acompanhou o crescimento do budismo desde os tempos de “GORYO”, até os tempos de três reinos, ”SILA”,(chila, pronuncia em português ); “BAEK JE”, e “KOGURYO”…”Por ser o menor dos três reinos, ”SILA” sofria constantes invasões de salteadores que viviam pela região e de seus vizinhos “KOGURYO” e “BAEK JE”. ..Durante o reinado de “CHIN HEUNG”, vigésimo – quarto rei de “SILA”, que um grupo de jovens aristocratas, todos descendentes de famílias nobres , criaram um corpo de oficiais denominado de “HWARANG “ (jovens em flor ), que tinham um treinamento severo e forte, além de uma sólida formação moral e ética, em pouco tempo muitos outros lutadores uniram-se a eles, formando uma força militar invejável, para a época, que se denominaram e foram conhecidos como os “HWARANG DO”, o reino de “SILA” começou a destacar-se por ser um reino menor e sempre vitorioso em suas batalhas, fazendo com que “COGURYU e BAEK JE”, fossem unificados a “SILA”, em 935 d.C.; Foi fundada a dinastia “KORYO”.
Foi no período dos três reinos, ”SILA, BAEK JE e KOGURYO”, que o budismo começou a ter a sua decadência por causa do “YUGUIO”, uma forte seita que se instalou na Coréia espalhando-se rapidamente, afetando o povo coreano em tudo… Nos costumes, modos, religião, e até mesmo politicamente, o “YUGUIO”, somente dava importância ao conhecimento da mente e desprezava o conhecimento das lutas ou como conhecemos hoje, as artes marciais. Passado os tempos de “GORYO”, e tempos de “LEE JIO”, o HAPKIDO foi praticamente esquecido e só teve continuidade através das múltiplas gerações de alguns nobres que deram continuidade às técnicas do HAPKIDO. E devido ao fato de não termos um livro, desta época, que relate ou ensine o HAPKIDO, passo a passo, não conseguimos ser reconhecidos como as outras artes marciais.

O HAPKIDO DA NOVA ERA

 De 1909 a 1945 as práticas das artes marciais foram expressamente proibidas para o povo coreano, devido à ocupação japonesa na segunda guerra mundial, alguns mestres, de forma secreta, continuaram a trabalhar, para que suas técnicas não fossem esquecidas, o HAPKIDO que praticamente já estava extinto na Coréia, também conseguiu sobreviver a esta época, pois o Grão mestre ‘YOUNG SOOL CHOI”, que ficou órfão aos 9 (nove anos) de idade, encontrou um senhor eremita, (provavelmente descendente de família nobre), que o levou para as montanhas da Coréia, para que ele pudesse aprender o HAPKIDO, o Grão mestre”CHOI”, ficou nas montanhas com seu tutor cerca de uns 33 anos , vivendo como uma espécie de “monge – eremita”. Após a morte de seu tutor, o Grão mestre “CHOI”, decidiu sair das montanhas.
Quando o Grão mestre “CHOI” saiu das montanhas o Japão já havia sido derrotado na segunda guerra mundial e desocupado o território Coreano, nesta época a península coreana é dividida em duas zonas de ocupação, uma (Norte – americana) ao sul e a outra (Soviética) ao norte, as conversas e negociações de unificação fracassaram e em 1948, são criados dois estados distintos a ”Coréia do sul” e a “Coréia do norte”, separadas por uma linha imaginária chamada de paralelo, 38. O Grão mestre “CHOI”, não teve muitos discípulos, pois além de dar aulas por pouco tempo, estabeleceu-se em uma província de “DEGU”, longe de “SEOUL”, capital da Coréia do sul, o que dificultava o acesso a ele e as técnicas do HAPKIDO. Dentre seus alunos podemos citar
Seis de renome mundial: “JI HAN JAE”, “JOO BANG LEE”, “IN HYUK SUB”, “MOO WONG KIM” e “YUN SIK KIM”, os quais foram responsáveis pelos “KWAN”.
Em 1973, os Grãos mestres, Kim joung tek e myung Kwang Sik, escreveram o primeiro livro que fala e ensina o que é o Hapkido, o qual juntamente com relatos vivenciados pelo Grão mestre YUN SIK KIM e pesquisas, feitas pela Confederação Brasileira de Hapkido, a primeira devidamente reconhecida pelas leis desportivas Brasileiras, é que dão origem, sendo à base de sustentação de nossa história.

A Confederação Brasileira de Hapkido vem por meio deste site, contar como chegou e como anda o Hapkido no Brasil, de uma forma direta e sem rodeios, para que não só os instrutores e alunos, mas também o público em geral, possa entender o que se passa dentro do cenário do Hapkido no Brasil.
É importante lembrar que a Confederação Brasileira de Hapkido é uma entidade Oficial, devidamente regulamentada, dentro das leis de nosso país. É o órgão máximo criado para organizar e comandar o Hapkido Brasileiro.

1977

1977

chega a São Paulo o Grão Mestre YUN SIK KIM, discípulo direto do fundador do Hapkido o Grão mestre YOUNG SOOL CHOI e do Grão mestre JI HAN JAE. O Grão Mestre YUN SIK KIM chega ao Brasil para difundir o Hapkido, trazendo á “WORLD BUM MOO HAPKIDO FEDERATION”, coligada á ”KOREA HAPKIDO ASSOCIATION”, também conhecida como “DEHAN HAPKIDO FEDERATION”, na Coréia.

1977
1993

1993

O Grão mestre Yun Sik Kim, auxiliado pelos seus alunos dá mais um grande passo para a divulgação e organização do Hapkido no Brasil, que é a fundação da Federação de Hapkido do Estado de São Paulo, a Primeira devidamente registrada e regulamentada no Brasil. Desde então o Grão Mestre Yun Sik Kim junto com seus alunos, começam a desenvolver vários eventos como: seminários, campeonatos, apresentações em redes de televisão, matérias em jornais e revistas, etc… – É importante ressaltar que os Integrantes da “World Bum Moo Hapkido Federation”, sempre participaram desde o primeiro encontro das artes marciais no Brasil até o último, realizado em 2012. Sendo citados pela mídia em geral como a melhor exibição de artes marciais.

1993
2001

2001

com o auxilio de seus alunos o Grão mestre Yun Sik Kim dá o maior passo para legalizar e regulamentar definitivamente o Hapkido no Brasil. É fundada á “Confederação Brasileira de Hapkido ”, Órgão Máximo desenvolvido dentro das leis Brasileiras para comandar, coordenar e organizar o Hapkido no Brasil.
Ainda em 2001, Analisando a situação do Hapkido no Brasil, de uma forma geral, é que a Confederação Brasileira de Hapkido, dá ao Grão mestre YUN SIK KIM o título de “fundador do Hapkido no Brasil”, pelos seguintes fatos:
 – Pelo seu trabalho e desempenho pelo Hapkido no Brasil e em outros países, como, Coréia, Canadá, EUA, etc…
 – Por ser No Brasil o único discípulo direto do Fundador do Hapkido o Grão mestre Young Sool Choi e Do Grão mestre JI Han Jae, o maior divulgador do Hapkido a nível mundial.
 – Por ter sido o primeiro Grão mestre de Hapkido a chegar no Brasil.
 – Por ser o fundador da Confederação Brasileira de Hapkido e da Federação de Hapkido do estado de São Paulo.

2001

Família de escolas ou academias de artes marciais

Entre as décadas de 50 e 60, após a separação da Coréia, a Coréia do Sul passou por uma grande e rigorosa reformulação, saía do regime (Imperial – Comunista), para o regime (capitalista), esta grande reformulação só foi possível devido a forte união do povo Coreano.
O governo que se estabeleceu, teve que reformular todas as leis na Coréia do Sul e dentro das artes marciais esta reformulação também foi marcante, pois o governo Sul Coreano a fim de organizar as artes marciais Coreanas, instalou o registro de “Kwan” (Família de escolas ou academias de artes marciais), porém muitas artes marciais Coreanas, não conseguiram seu registro de Kwan devido ao rigoroso critério imposto pelo governo. Para registrar um Kwan, o mestre tinha que provar que era um mestre de 7º, 8º, 9º ou 10º dan e ter no mínimo 30 academias ligadas a ele.
No caso do Hapkido, foram três os registro de Kwan, os quais são estes que respondiam pelo nome do Hapkido, junto com seus fundadores:

KWAN – Fundadores

Sung Moo Kwan Hapkido – Han Jae Ji
Shin Moo Kwan Hapkido – Moo Wong Kim
Hapkido Bum Moo Kwan – Yun Sik Kim

________________________________________________

O governo Coreano também decretou o registro de “Associação”, a qual seria responsável pela organização dos Kwan, o mestre tinha que primeiro registrar o seu Kwan no governo e depois na associação, a primeira a ser reconhecida pelo governo foi à “Korea Kido Association”, tendo como seu primeiro presidente o Sr “Du Young Kim”.
A Korea Kido Association, não era uma associação especifica de Hapkido e até hoje ela incorpora mais de 30 (trinta) tipos de artes marciais diferentes.
Para resolver esta questão, os mestres: HAN JAE JI; YOUNG JIN KIM; KWANG SIK MIUNG; YONG WHAN KIM; TAE JOON LEE; DUK KYU WHANG; YOUNG WOO YU; BONG SOO HAN; SE LIM OH; SEO OH CHOI; YUN SIK KIM; JAE NAN MYUNG; JONG TEK KIM; e outros Uniram – se para fundar a primeira associação que cuida – se especificamente do Hapkido, a ”Korea Hapkido Association”, também conhecida como “Dehan hapkido”, tendo como seu primeiro presidente o Sr “Ji Han Jae”. A união destes mestres também resultou no lançamento do 1º(primeiro) livro de hapkido, escrito pelos mestres “Kim Jong Tek e Myung Kwang Sik” Com a participação de todos os mestres da (KHA) Korea Hapkido Association. Este livro é a maior fonte de origem de nossa história, juntamente com pesquisas feitas pela Confederação Brasileira de Hapkido e relatos vivenciados pelo Grão mestre Yun Sik Kim, o único discípulo direto do Grão mestre Young Sool Choi o fundador do Hapkido da nova era.
Os registros de Kwan foram feitos até 1970 dentro do governo Coreano, após esta data não foi registrado mais nenhum Kwan, pois em 1971, o presidente da Coréia assina uma lei declarando o Tae Kwon Do, como esporte nacional Coreano.

As regras do

HAPKIDO

As regras e etiqueta do Hapkido são fundamentadas na tradição da arte,
devem ser respeitadas, usadas e passadas a todos os Hapkidoístas.

Juramento
Treino
Etiquetas
Restrições
Juramento

1º Observar as regras do Hapkido.
2º Respeitar o instrutor e meus superiores.
3º Nunca fazer mau uso do Hapkido.
4º Construir um mundo mais pacífico.
5º Ser campeão da liberdade e da justiça.

Treino

1) Só os mestres de 4° dan acima e os faixas pretas de 2° e 3° dan, com a devida autorização do Grão mestre, é quem pode ministrar aulas de Hapkido.
2) Mantenha a sua higiene pessoal em dia, assim como as unhas dos pés e das mãos sempre limpas e curtas.
3) Manter o dobok sempre limpo e asseado.
4) Alimente – se sempre duas horas antes do treino, para não ter problemas de indigestão.
5) O praticante de Hapkido deve estar sempre atento durante as aulas, para evitar riscos de acidentes desnecessários.
6) Retire anéis, brincos, pulseiras, relógio, correntes e qualquer outro objeto, que possa causar riscos acidentais, para você e para seus companheiros.
7) As conversas durante as aulas devem ser mínimas e restritas a um único tópico, Hapkido.
8) Em caso de dúvidas consulte sempre o instrutor, nunca um aluno mais graduado.
9) Exceto os alunos que trabalham na área da saúde ou militares todos os outros alunos devem manter os celulares desligados.
10) Caso esteja esperando uma ligação urgente, deixe o telefone da academia para contato.
11) Chegar cinco minutos antes das aulas.
12) Se chegar atrasado, reverencie a bandeira e depois o instrutor, que lhe dirá o que fazer, nunca cumprimente os companheiros durante o horário de aula, para não provocar tumultos e prejudicar o andamento das aulas.
13) Se precisar sair mais cedo durante o horário de aula, comunique antecipadamente o instrutor para ter a sua permissão.
14) Ao entrar e sair do dojang, sempre reverencie o instrutor e as bandeiras, principalmente na presença dos Grãos mestres, este é um gesto de respeito para com aqueles que nos ensinam.
15) O aluno de Hapkido deve – se comportar da mesma forma dentro e fora do dojang.

Etiquetas

1) Nosso dojang segue as regras tradicionais da conduta apropriada. Seu espírito vem diretamente do fundador do Hapkido, é o lugar da sucessão de seus ensinos. É de responsabilidade de cada um agir apropriadamente e honrar estes ensinos.
2) Ao chegar na academia reverencie os mestres, depois os faixas pretas e depois os seus companheiros de treino, todos por ordem de graduação.
3) Saudar a bandeira e o juramento do Hapkido sempre que for  começar a treinar e também quando terminar se treinar.
4) Respeite o fundador e seus ensinamentos exatamente como foram passados aos alunos, pelos seus instrutores, sem questionar. É necessário respeitara maneira em que o instrutor da classe dirige o treinamento, não há lugar para contestações dentro do dojang.
5) É de responsabilidade dos alunos ajudar na limpeza e na conservação da academia, os antigos faziam isto como um ato de gratidão, cuidavam de sua área de treino como se fosse a sua própria casa.
6) A mensalidade que o aluno paga é para manter seu espaço de treino, para que possa adquirir e aperfeiçoar as técnicas, assim é de responsabilidade de cada aluno, pagar as suas mensalidades em dia.
7) O Hapkido não é uma religião, é o refinamento do espírito.Você não terá que aderir a nenhuma seita ou doutrina religiosa, quando nos curvamos não é um desempenho religioso, mas um sinal de respeito para a outra pessoa.
8) A abertura e a cerimônia de fechamento de cada prática do Hapkido é uma reverencia formal, um agradecimento dirigido ao instrutor que nos ensina.
9) As palavras faladas pelo aluno ao instrutor no final de cada aula são “kanksa há nida”, que significa: (Você tem meus respeitos e gratidão pelo que o senhor fez), ou seja, um simples (obrigado). Esta é a maneira respeitosa de agradecer.
10) É de responsabilidade moral de cada aluno, nunca use as técnicas do Hapkido, para prejudicar outra pessoa, ou para satisfazer o seu ego.

Restrições

1 – Não trazer alimentos para consumir durante as aulas, principalmente balas, chicletes e  salgadinhos.
2 – Não venha para aula se estiver doente, procure tratar – se antes.
3 – Nunca utilize gestos obscenos ou palavras de baixo calão, (palavrões),na academia.
4 – Não fume nas dependências da academia.
5 – Não danifique os aparelhos de treino, os quais você mesmo vai utilizar.
6 – Não use drogas, bebidas alcoólicas, ou qualquer substância do gênero, antes, durante e após o treino.
7 – Troque de roupa somente no vestiário.
8 – Não fique com brincadeiras durante o período de aulas.
9 – Não use as técnicas do Hapkido para prejudicar outras pessoas, ou como uma maneira de aumentar o seu ego pessoal.
10 – Não falte com respeito para com seus instrutores, companheiros de treino e para com o Hapkido.
‘Respeite os outros e a si mesmo, para poder ser respeitado”.

Estudo Complementar do

HAPKIDO

Este estudo tem a finalidade de ajudar os alunos a se familiarizar
com as linguagens usadas no Dodjang e a origem do Hapkido

O que é o Hapkido?
Contagem
Vocabulário
Técnicas de Mão
Chutes
Quedas
O que é o Hapkido?

Hap Ki Do
HAP=União, KI=Força, Espírito, DO=Caminho; Caminho da União da Força e do Espírito, Arte Marcial Sul-Coreana.
BUM MOO: Família Tigre, Federação Fundada em 1968 pelo Grão Mestre Yun Sik Kim.
Grão Mestre Yun Sik Kim, Faixa Preta Internacional, 10º DAN de Hap Ki Do, 9º DAN de Tae Kwon Do; Juiz Presidente Internacional.

Contagem
1Raná 11Iol ranáil11ºsip il
2Dul 12Iol dulI20ºee sip
3Sêt 13Iol sêtsam21ºee sip il
4Nêt 20Sumulsa30ºsam sip
5Dassôt 21Sumul ranáoh40ºsa sip
6Iossôt 22Sumul dulyuk50ºoh sip
7Ilgôp 30Sórumtchil60ºyuk sip
8Iodol 40Marhunpal70ºtchil sip
9Arrôp 50Shirumkou80ºpal sip
10Iol 10ºchib90ºkoo sip
100ºBek
1000ºTchon
Vocabulário
Aksul Cumprimentar-se
Anhon ra gueseioTchau
Anhon ra seioBom Dia
Ap Frontal 
Balbacuó Trocar 
Baró Parar, voltar 
Bartchagui JumbiPreparar Chute
Can Sá MidaObrigado
Chong Azul 
Dobok Uniforme de treino 
Donji GuiProjetar, derrubar 
Galhio Separar 
Gub Categoria de faixa
HandjoSentar 
Ho Shin SullDefesa pessoal 
Hong Vermelho 
Irosot Levantar 
Kalyo Separar 
KenueCumprimentar
Kesok Continuar 
Kihap Grito (kiai) 
Kiosanim Professor 
Kokc KiTorcer, Quebrar 
Kuman Parar 
Kwandjanim Grão Mestre 
kwanzulDedos
Makki Defesa 
MoktuilNuca
MontongMão Fechada
MurupurotAjoelhar 
NapotQueda
PalioatRápido
Palkut Cotovelo 
Poomse Sequência composta 
RadanBaixo
Rel tchio Retirar
SandanMeio
Son NarMão Aberta
SudôFaca da Mão
TandioPalma da Mão
Tanjon hohopropRespiração
Tchagui Chute 
TchariotSentido
Tchio Respirar 
Tchumbi Preparar 
TchundanCima
Terigui Bater 
Til djak Começar 
Yop Lateral 

Técnicas de Mão
ApacatduGancho
AdemissáMão Aberta
PalcuntiCotovelo 
Tchu tchum so DiriguiPosição do Cavalo
Pal Ban Yuk SullTécnica da Esquirva
Sonal SullTécnica da Mão Aberta
Palcunti SullTécnica do Cotovelo

Chutes
Antari TchonakiCanela com parte interna do pé 
Tchicun Titcha NeguiArranca rótula
Tiuk DeriguiDedão na virilha
Tchicun Titcha Dirigui (Biglupso)Calcanhar atrás da perna
Burop TchaguiJoelhada
Radan Ap Dolio TchaguiPaulistinha
Radan Yop TchaguiFaca do pé no joelho
Ap TchaguiFrontal no estômago
Ap TchaoliguiFrontal com perna estendida
Ap Dolio TchaguiLateral com peito do pé
Olgul Tchigo TchaguiLateral na cabeça
AntariPerna estendida de fora p/ dentro
BakatariPerna estendida de dentro p/ fora
Yop TchaguiLateral c/ faca do pé
Yop TchaoliguiLateral c/ faca do pé perna estendida
Idan Ap TchaguiPulando Ameaça e chuta
Idan Yop TchaguiPulando cruza e chuta
Timiop TchaguiVoadora
  
Di TchaguiDe Costas
Dora Yop TchaguiGiratória c/ Faca do pé
Dora Tchagui (Pande )Giratória c/ Calcanhar
Tchiro tchaguiGiratória com Bakatari
Ant TchaguiPerna flexionada de fora p/ dentro
Tchicun Titcha NeriguiPerna flexionada de dentro p/ fora
Tchicun Titcha DoliguiPuxando calcanhar
Ap Bituro TchaguiFrontal co/ peito do pé
Miro TchaguiFrontal empurrando
Ap da TchaguiLateral Saindo de lado
Radan Dolio TchaguiRasteira de frente
Radan Dora TchaguiRasteira de costas
Rambar Radan Dora TchaguiPasso + Rasteira de costas
  
Tosso Di TchaguiDe costas pulando
Tosso Dora TchaguiGiratória c/ Calcanhar pulando
Goandjun Di TchaguiYop Tchagui + Di tchagui
Goandjun Dora TchaguiAp Dolio + Dora Tchagui
Duban Ap TchaguiFrontal com as duas pernas
Duban Yop TchaguiLateral com as duas pernas
Sambar Ap TchaguiFrontal com as pernas abertas peito do pé
Sambar Yop TchaguiFrontal com as pernas abertas faca do pé
Gaui Tchagui (Exbartchagui)Espacate Frontal
Quedas
Tchanban NapoQueda de frente
Fuban NapoQueda de costas
Tchupan NapoQueda lateral
NapoRolamento com breque
Hidjan NapoRolamento sem barulho
 
Tchaemur NapoDistância
Cgoen NapoAltura
Domburin NapoMortal caindo de costas
Goandjun NapoMortal caindo de lado
PbiorEstrela
Hanzon PbiorEstrela com uma mão
Goandjun PbiorEstrela sem mãos
 
Dusson DomburinFlick de frente
DomburinMortal de frente
Pek Hanzon DomburinMacaquinho
Pek Dusson DomburinFlick de costas
Pek DomburinMortal de Costas

HAP KI DO

Scroll Up